Continuação do conto – O dorso da vida

E no bar o rapaz atira uma palavra a ver em que corpo entra, depois outra, e outra, e mais outra. Se aqueles a quem ajuda soubessem como lhe custa despedir-se das palavras. Mas não sabem, como saberiam?, e de que serviria se o soubessem?, apercebe-se de que aquele homem ficou mais forte, mais orgulhoso, há uma vivacidade nos olhos antes baços, as palavras curam-lhe chagas, atira uma outra palavra que vai penetrar no corpo da jovem calada a ouvir os amigos na mesa, as próximas palavras serão suas.

Não olha directamente ninguém, veste com palavras, cria vida, dá actos a interpretações adivinhadas, palavra criadora de seres. Haveria mais gente assim?, porque não?, que acontecerá à humanidade se deixa de escrever na vida?, como poderá evoluir?, sustentar-se?, ser?, talvez existam outros como ele a tapar buracos com histórias

O rapaz sonha com a insurreição das palavras, palavras a criar mundos em todos os mundos, milhares de palavras a arderem no íntimo da respiração da humanidade, palavras na areia do quotidiano, junto à noite, a escreverem na água a giz, a escreverem no corpo do sol, na montanha do sonho, a escrever palavras flor nas entranhas da água, palavras países, continentes, escrevem por dentro de palavras que nos escrevem.

Palavras que curvam metais, vergam o corpo, ribombam em grito, mas para quê?, olha a água. Deixar-se cair acabaria pelo menos com a angústia que eternamente lhe dança no estômago. Pergunta-se quem é para curar. É algum Deus?

Há muito deixou de responder a perguntas retóricas. Vira, com a sua Zundap velha a fazer um barulho do caraças, para o velho quarto que alugou na zona mais miserável da cidade.

No dia seguinte lá estará a engolir cimento para as palavras solidifiquem, ganhem asas dentro de si e voem para lá do que é concebível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s