José gomes ferreira – Poeta militante

Poeta militante no coração da vida, das flores dos amores, poeta militante em todos os sentidos, no sentido de fazer política e no sentido de cantar sempre por todos e para todos. A sua íntima convivência com o humano em cada um de nós vai ao extremo de andar pelas ruas vestido de vidro/para que todos possam ver na minha alma/a dor comum finalmente revelada.
Em quanto escreve grita contra a injustiça e a fome. Perpassam continuamente nesta poesia o romântico com suas belas metáforas e o neo-realista com seus gritos de desaprovação, mas de uma forma tão consciente que por vezes se glosa a si próprio e ironiza com as suas metáforas.
O desejo de lutar por um mundo melhor confunde-se com uma ideia de homem, nós somos o que faremos de nós: a realidade não é o que vejo/mas o que imagino/ para ser verdade.
Esta ideia que o ser humano é aquilo que se construir remete para a ideia da esperança sempre presente, aliás esta é uma poesia de esperança, alegria, inquietação e rebeldia, diálogo permanente entre um eu social e um eu individual.
Tudo serve para tema, tudo o poeta transfigura em palavra. José Gomes Ferreira era uma nuvem de dor a arder pela humanidade, nuvem que ele tanto fazia subir aos céus, como descer aos abismos, ou tornava simplesmente nuvem de palavras e escondia em gavetas com outras nuvens. Um poeta para sempre porque soube cantar o que queria cantar num canto cuja expressão se eterniza na mármore sem modelo da palavra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s